quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

FORMAS DE REANIMAR UMA PLANTA QUE ESTÁ MORRENDO

Não desista ainda! Sua plantinha pode ser salva com algumas dicas

Os dois gerânios ganham destaque ao serem posicionados na prateleira azul. Para delimitar o espaço com plantas, se optou por pedrisco. A área foi cercada por uma ripa de madeira colada no piso 

Poucas coisas trazem tanta vida para um ambiente quanto as plantas. Até que, de repente, sem que você faça nada errado, suas espécies começam a murchar ou aparecem manchas estranhas. Talvez elas precisem de um novo vaso, um pouco mais de sol ou estejam sofrendo com pragas. Descubra como fortalecer a saúde das suas plantas em 6 truques básicos:


1. Trocar de vaso
Mover a sua plantinha tristonha para um novo vaso pode fazer uma grande diferença. O principal é escolher um vaso maior do que o anterior, com cerca de 3 centímetros a mais na largura. Isso pode ser suficiente para fazer as raízes crescerem mais fortes. 


2. Alimente-as melhor
As plantas também precisam de alimentos saudáveis. Que tal turbinar aquela terra antiga com uma mistura de adubos naturais de extrema qualidade? Vale usar borra de café, leite e cascas de ovo e de frutas, por exemplo. Você pode ainda criar uma composteira em casa que, além de ajudar a criar o adubo das plantas, diminuirá em até 90% o volume do lixo da sua casa. 



3. Com sol, mas nem tanto
Nós sabemos que o sol é importante para grande parte das plantas, mas quando a sua espécie já se encontra fragilizada, ser exposta diretamente ao sol forte e muito quente pode só piorar as coisas. Até que ela se recupere, aposte no sol indireto e por um curto período do dia – de preferência pela manhã.

Ervas e temperos pedem boa incidência de sol, por isso é bom mantê-los próximos às janelas.


4. Não exagere na água
Um dos erros mais comuns entre os jardineiros de primeira viagem é manter a frequência de regas igual durante o ano todo. O problema é que a quantidade de regas está diretamente ligada à incidência de sol, que pode ser drasticamente reduzida durante o outono e o inverno. Vale a regra: finque o dedo na terra para sentir a necessidade e águe somente se ela estiver seca. Tome cuidado com a água em demasia para evitar o aparecimento de fungos e o apodrecimento das raízes. Outro cuidado válido é regar pela manhã, para que as espécies façam o degelo, evitando a queima das folhas.

A estufa elétrica aberta: irrigação, luz e ventilação na medida certa.


5. Crie o efeito de uma estufa
Algumas espécies podem precisar de um ambiente mais úmido, como uma estufa. Para criar esse efeito individualmente na sua plantinha você pode colocá-la dentro de um saco plástico (sem apertá-la, claro). Mantenha assim por 4 ou 5 dias e veja se ela reage.


6. Elimine as pragas
Se as folhas ou o caule da sua planta estão manchados ou parecem fracos, as famosas pragas podem ser o problema. Desequilíbrios térmicos, insolação ou ventilação inadequada, excesso ou escassez de água, uso de tesouras mal esterilizadas e lixo acumulado abrem caminho para a proliferação de lesmas, cochonilhas, pulgões, caracóis e formigas. 

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

LUMINÁRIA DE GARRAFÃO DE VINHO

Sabe aqueles garrafões de vinho, do tipo Sangue de Boi? Que tal aproveitar um deles para criar uma luminária para sua sala? Foi o que a Thaís Lauton, blogueira do Cheiro de Mato que fez, e abaixo dou a dica:
. Leve o garrafão numa Vidraçaria para fazer o furo (10 mm de diâmetro) por onde passa a fiação. É importante que este furo não seja feito perto da emenda do vidro para que não rache.
. Compre um tecido por um preço bem camarada.
. Compre ou reaproveite uma cúpula e forre com o tecido.
. Chame aquele eletricista conhecido para fazer a instalação de toda parte elétrica, com fiação transparente, que é mais elegante e discreta do que a preta.
. Valor final = R$150 e ter algo em casa que tenha sido feito por você mesmo não tem preço.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

LUMINÁRIA CASCATA

A designer inglesa Michele Brand utiliza materiais reciclados para criar seus objetos de arte em sintonia com a sustentabilidade. A preservação da natureza e o reaproveitamento de materiais usados dão origem a objetos de grande elegância e complexidade visual, como essa lumináriacascata”, composta inteiramente das bases de garrafas PET recicladas. Fiquei impressionada com a beleza e o efeito da luz no plástico. Entre no site da artista e veja outros projetos de iluminação ecológica.






segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

5 DICAS PARA MANTER A CASA LIVRE DE BARATAS!

Não tem nada mais nojento do que encontrar uma barata em casa, não é? Com o verão, elas costumam perambular pelos corredores, subir paredes e ninguém merece se deparar com elas. Sem contar que as baratas são grandes transmissoras de doenças. Veja algumas dicas de como deixar sua casa livre delas: 


1. Faça uma boa faxina
Casa suja é um atrativo para qualquer inseto, né? Aproveite um tempo livre para fazer uma bela faxina nos ambientes. Se o tempo estiver corrido, você pode também faxinar aos poucos. Mas priorize sempre a limpeza da cozinha e dos banheiros para se ver livre desse inseto.

2. Tire o lixo com frequência
Principalmente os restos de comida atraem as baratas. Se você não costuma tirar o lixo diariamente, a hora é essa. É um hábito para ser criado! 

3. Feche os buracos e vazamentos da sua casa
Elas costumam andar pelos canos e entrar pelos buraquinhos da casa que você menos imagina. Escolha um dia para fechar os buracos e manter os ralos tapados também. 

4. Deixe folhas de louro pela casa
Aposto que você não sabia que as baratas odeiam o cheiro de louro. Coloque nos lugares onde você mais encontra o inseto, principalmente nos armários e na pia. 

5. Desengordure os objetos
As baratas são atraídas pela gordura, principalmente da louça suja. Aposte em produtos desengordurantes ou jogue água quente na louça antes de lavar.

domingo, 13 de janeiro de 2019

Se....


Se és capaz de manter a tua calma quando
Todo o mundo ao teu redor já a perdeu e te culpa;
De crer em ti quando estão todos duvidando,
E para esses no entanto achar uma desculpa;
Se és capaz de esperar sem te desesperares,
Ou, enganado, não mentir ao mentiroso,
Ou, sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares,
E não parecer bom demais, nem pretensioso;
Se és capaz de pensar –sem que a isso só te atires,
De sonhar –sem fazer dos sonhos teus senhores.
Se encontrando a desgraça e o triunfo conseguires
Tratar da mesma forma a esses dois impostores;
Se és capaz de sofrer a dor de ver mudadas
Em armadilhas as verdades que disseste,
E as coisas, por que deste a vida, estraçalhadas,
E refazê-las com o bem pouco que te reste;
Se és capaz de arriscar numa única parada
Tudo quanto ganhaste em toda a tua vida,
E perder e, ao perder, sem nunca dizer nada,
Resignado, tornar ao ponto de partida;
De forçar coração, nervos, músculos, tudo
A dar seja o que for que neles ainda existe,
E a persistir assim quando, exaustos, contudo
Resta a vontade em ti que ainda ordena: “Persiste!”;
Se és capaz de, entre a plebe, não te corromperes
E, entre reis, não perder a naturalidade,
E de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes,
Se a todos podes ser de alguma utilidade,
E se és capaz de dar, segundo por segundo,
Ao minuto fatal todo o valor e brilho,
Tua é a terra com tudo o que existe no mundo
E o que mais –tu serás um homem, ó meu filho!


{Do escritor anglo-indiano Rudyard Kipling, escrito em 1895 (Prêmio Nobel de Literatura – 1907), publicado pela primeira vez em 1910 numa coletânea de contos e poemas intitulada “Rewards and Fairies”}


sábado, 12 de janeiro de 2019

ARQUITETANDO COM THELMA: SOFÁ BRANCO!

Maria da Luz, quer sugestões de decoração com sofisticação e elegância, sem esquecer um bom e espaçoso sofá branco. Se inspire!










sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Jeans!

Sofá forrado com jeans reaproveitado, 
para quem quer ser ecologicamente correta.