domingo, 2 de agosto de 2009

COMEÇO A SEMANA REPENSANDO COM DRUMMOND:

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.”

(*Carlos Drummond de Andrade)

*Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) - Mineiro, jornalista, crônista e poeta. Um dos mais importantes nomes da literatura brasileira do século XX. Escrevia com um sentimento terno e amargo diante dos absurdos e da beleza da vida.